sábado, 22 de dezembro de 2012

Taxista Noel é atração pelas ruas de Maceió


Há dois anos, Thiago Holanda se veste de Papai Noel no mês de dezembro.

A iniciativa também ajuda a ganhar um dinheiro extra no fim do ano.


Taxista Noel atrai a atenção das crianças por onde passa (Foto: Carolina Sanches/ G1)

Um taxista de Maceió decidiu sair da rotina e levar o espírito natalino por onde seu carro passar. Thiago Holanda, de 33 anos, se veste de Papai Noel e percorre as ruas da cidade distribuindo sorrisos e alegria.  A iniciativa também ajuda a ganhar um dinheiro extra no fim do ano.

Por onde ele passa, atrai olhares e sorrisos. Há quem peça para tirar uma foto ou somente se aproximar dele para ver seus trajes e, no caso das crianças, até conversar com o bom velhinho. Quem entra no seu táxi pela primeira vez fica surpreso e elogia a iniciativa.


Thiago Holanda se veste de Papai Noel há dois anos

(Foto: Carolina Sanches/ G1)

“As pessoas entram no meu táxi e já começam a ficar com um semblante mais alegre. Outro dia levei um passageiro que me agradeceu. Ele disse que estava cansado e desanimado, mas quando me viu de Papai Noel seu humor melhorou”, contou.

Há dois anos o taxista trabalha, nos meses de dezembro, fantasiado do personagem natalino. Ele disse que sua filha tinha medo de Papai Noel e que já pensava em se fantasiar para que a menina ficasse mais tranquila. “Foi então que eu resolvi fazer uma experiência e trabalhar com as roupas e a barba branca. As pessoas aceitaram no ano passado e eu decidir repetir”.

Holanda diz que já é conhecido como Táxi Noel entre clientes e colegas de trabalho. “Muitas pessoas que entram no meu táxi já pedem meu telefone. Elas ligam depois perguntando se estou vestido de Papai Noel e me chamam para outra corrida”, disse.

Dinheiro extra

Além de ser prazeroso para o taxista, ele ganha um dinheiro extra no fim do ano. O número de passageiros, segundo Holanda, duplica neste período. O taxista disse que não se vestiu de bom velhinho por esse motivo, mas que ficou muito feliz com isso.

“Meu maior objetivo é levar a alegria para as pessoas. Já temos uma vida muito estressante, principalmente no trânsito. Mas também percebi que nos anos que não fazia isso o movimento era menor, agora aumentou 50% no faturamento. Isso também é muito bom”, completou.

22/12/2012 08h20 - Atualizado em 22/12/2012 09h45

Carolina Sanches

Do G1 AL
.