quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Contratada pelo Detran, FDL culpa bancos por suspensão de financiamento de carros


Empresa contratada pelo Detran diz que bancos têm lucros astronômicos

Terceirizada pelo Detran/AL para fazer o serviço de registro do contrato de financiamento de automóveis, a empresa FDL culpa as instituições financeiras pelo impasse no financiamento de carros e motos em Alagoas. Por um lado, os bancos afirmam que as taxas cobradas pela empresa são abusivas; já a FDL atesta que é de responsabilidade das instituições financeiras arcar com os custos.


Há cerca de uma semana, seis bancos alagoanos suspenderam o serviço de financiamento de veículos em Alagoas: Itaú, Bradesco, Santander, Caixa Econômica Federal, BV e Volkswagen. Segundo o Sindicato dos Concessionários de Alagoas (Sincodiv), as instituições se recusam a pagar taxas que variam de R$ 190 e R$ 260; tributos obrigatórios para emplacar veículos financiados.

A FDL acusa os bancos de repassarem custos de forma indevida aos consumidores. Segundo a empresa, os valores são embutidos irregularmente nos contratos de financiamento sob a denominação de “serviços de terceiros”, “TAC – taxa de abertura de crédito”, “CET” e outros.

As referidas taxas, segundo a FDL, são cobradas mesmo quando não há o serviço de registro de veículos. A terceirizada também afirma que os lucros dos bancos obtidos com o financiamento de veículos são “astronômicos”.

“(...) Ainda assim, não querem pagar pelo serviço de registro de contratos, essencial ao Detran e aos consumidores de veículos financiados, pois com ele se evitam fraudes nos financiamento e se garante regular constituição da propriedade fiduciária”, afirma em nota a empresa.

Briga na Justiça

O Ministério Público chegou a ingressar com uma ação para anular as taxas cobradas pela FDL. As últimas decisões da Justiça, entretanto, mantêm o serviço prestado pela empresa.

16:26 - 19/12/2012

Renée Le Campion

Fonte:
.

.