segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Taxistas saem em carreata para reduzir descontos a clientes


Empresas de táxi deixam de atender passageiros hoje pela manhã: pelo menos uma delas já reduziu desconto para 15%


Taxistas seguem em carreata para negociar redução com donos de cooperativas

Cerca de 100 taxistas ocuparam o chamado Ladeirão do Óleo, que liga o litoral ao bairro do Jacintinho, na manhã desta segunda-feira (2). Os motoristas querem reduzir para 15% o desconto oferecido a clientes das empresas de táxi em Maceió.

Depois de bloquear o tráfego por cerca de meia hora no Jacintinho, onde está localizada uma das principais empresas de táxi da cidade, a UniTaxi, os motoristas saíram em carreata pela cidade para ocupar vias próximas às sedes de outras empresas.

Como explicou o taxista Sérgio Araújo, os trabalhadores pedem que o desconto seja reduzido e oferecido apenas em corridas a partir de R$ 15,05. "Hoje esse desconto varia de 20% a 25%, dependendo da empresa, e em corridas a partir de R$ 10. E ainda temos que pagar uma mensalidade para a empresa, que é em média de R$ 100 por semana", afirma o taxista.

Por causa do protesto, várias empresas de táxi não estão atendendo clientes hoje pela manhã. Como o TNH1 já noticiou, a reivindicação causa um impasse entre algumas empresas de rádiotaxi e cooperativas, que querem a extinção total do abatimento.

Empresas começam a reduzir descontos

Após o protesto, pelo menos uma empresa já aceitou reduzir o desconto oferecido a clientes. A partir de amanhã, a Chame Táxi passa a oferecer desconto de 15% em corridas a partir de R$ 12,05. Outras empresas também estão negociando a redução.

(Crédito: tnh1)

11:31 - 02/09/2013

Atualizada às 11h43

Da Redação


Fonte: