quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Mais um taxista é executado; categoria cobra sistema de rádio


Taxista foi encontrado em canavial no bairro Cidade Universitária

Mais um taxista foi executado em Maceió na madrugada desta quinta-feira, dia 29. De acordo com levantamentos do Sindicato dos Taxistas de Alagoas (Sintáxi/AL), este seria o sexto profissional vítima da violência apenas este ano no Estado. Os profissionais cobram a instalação do sistema integrado de rádio, que ligaria as cooperativas ao Centro Integrado de Operações da Defesa Social (Ciods).

Em uma reunião ocorrida há cerca de 15 dias, a categoria teria voltado a cobrar a instalação do sistema, que contaria - ainda - com a instalação de adesivos nos veículos das cooperativas, como forma de deixar claro o monitoramento. A PM, no entanto, teria alegado questões burocráticas para a implantação efetiva do sistema.

A nova vítima foi identificada como Carlos Fábio da Silva Siríaco, 31 anos, cujo cadáver foi encontrado crivado de balas na manhã de hoje em um canavial localizado no Jardim Saúde, bairro Cidade Universitária.

De acordo com as primeiras informações, a vítima estava em casa, na noite de ontem, quando foi acionada por supostos cliente. O chamado ocorreu por volta das 22h. A vítima saiu de casa e jamais retornou. Ainda ontem, familiares de Carlos Fábio acionaram a Polícia Militar, mas seu corpo e o veículo só foram encontrados nas primeiras horas da manhã de hoje.

Segundo a Polícia Militar, foram roubados do carro do taxista um aparelho de DVD e o celular da vítima. Testemunhas afirmam ter visto o taxista com quatro homens dentro do carro. Peritos e funcionários do Instituto Médico Legal de Lima se encontram no local para adotar as providências cabíveis.

O crime será investigado pelo 10º Distrito Policial.

Cláudia Galvão

Alagoas24horas

 .