quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Câmara de São Paulo proíbe aplicativos de transporte como o Uber

Taxistas fizeram grande manifestação e pararam a cidade

Por 43 votos a favor e três contra, a Câmara de São Paulo aprovou nesta quarta-feira (9), em segunda votação,  o projeto que proíbe aplicativos de transporte particular como o Uber. O texto irá agora para sanção do prefeito Fernando Haddad (PT).

O aplicativo já era considerado pela prefeitura como transporte clandestino desde que surgiu, no ano passado. Por isso, um motorista flagrado fazendo transporte por meio do aplicativo já é multado (em cerca de R$ 1.900) e pode ter o veículo apreendido.





Caso o projeto seja sancionado, a proibição começa a valer assim que a lei for publicada no Diário Oficial. Os taxistas comemoraram muito do lado de fora da Câmara e soltaram fogos de artifício.

Durante todo o dia, eles fizeram uma grande manifestação que parou o Centro da capital.


09/09 às 20h35

Jornal do Brasil

Fonte:
.