domingo, 25 de outubro de 2015

SMTT de Maceió e de Rio Largo esclarecem duvidas das associações de táxis do Aeroporto



As Superintendências Municipais de Transporte e Trânsito dos Municípios de Maceió e de Rio Largo estiveram reunidas nesta quarta feira (14) com representantes das Associações de táxi que atuam no Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares. O intuito foi o esclarecimento de duvidas quanto às exigências do exercício da profissão. Os taxistas procuraram o órgão fiscalizador após a SMTT de Maceió anunciar, na ultima sexta feira(09), que intensificou as operações para coibir irregularidades da categoria.

O objetivo da SMTT de Maceió é impedir a pratica irregular que alguns taxistas procedentes do Aeroporto, situado na cidade de Rio Largo, que cometem ao buscar novos passageiros na capital. De acordo com lei municipal nº 6.466/2015, a categoria deve realizar o deslocamento dos clientes de Rio Largo à Maceió, sendo proibido retornarem ao Aeroporto de Rio Largo com o veículo ocupado, caso não seja por meio de fretamento previamente acertado.

Ainda segundo a Lei Municipal de Maceió, os motoristas que praticam a infração no âmbito de Maceió estão sujeitos à multa de R$ 2.180,00, apreensão do veículo, além dos custos para remoção e taxa de estadia na SMTT, no valor diário de R$ 24,00. Em caso de reincidência, a quantia será progressivamente aumentada e o permissionário poderá ter a permissão suspensa ou ate cassada. Os taxistas podem ser notificados também por infrações do Código de Trânsito Brasileiro(CTB).

 “A SMTT de Maceió não trabalha para prejudicar o pai de família, mas não somos omissos nas fiscalizações. Iremos intensificar as operações e cobraremos todas as documentações. O motorista que estiver tudo certo será liberado”, afirmou o diretor de operações de transporte e taxi da SMTT de Maceió, Zenildo Filho. Os documentos exigidos são: ticket de contratação do serviço, recibo comprovando o acordo da viagem foi firmado no aeroporto com a devida quitação, documentações do veiculo e habilitação do condutor.

Para o presidente da Associação dos Motoristas de Táxi de Rio Largo, Marcio da Silva, a reunião com a presença da SMTT de ambos os municípios foi produtiva para o esclarecimento de duvidas quanto às determinações. “ A nossa próxima medida é repassar aos demais associados tudo o que foi discutido aqui e continuar o que sempre fazemos, que é a realização do exercício da profissão dentro da legalidade”, garantiu. Ainda de acordo com ele, atualmente existem 62 taxistas que trabalham no aeroporto.

SMTT de rio largo também intensifica a fiscalização.

A medida também vale para os motoristas de Maceió que levam passageiros ao Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares, cabendo a SMTT de Rio Largo fiscalizar se eles retornam a capital com passageiros. De acordo com o diretor de Transportes da SMTT de Rio Largo, Jairo Januário, há cerca de 15 dias o órgão fiscalizador intensificou as operações, no qual já resultou na diminuição da pratica ilegal dentro do Aeroporto. “O nosso intuito é fortalecer o trabalho legal da categoria na nossa cidade.”

Os taxistas de Maceió que tiverem firmado uma corrida para buscar passageiros no Aeroporto, município de Rio Largo devem parar o veículo somente no estacionamento do Aeroporto para esperar os passageiros que teve a viagem pré-acertada. É considerado ilegal a pratica de motoristas que circulam pelo saguão do aeroporto para aliciar passageiros ou rondar o local com o veículo por diversas vezes em busca de clientes para levar a lugares em Maceió.

15/10/2015

Fonte:

Ascom SMTT de Maceió.
.