quinta-feira, 7 de julho de 2016

Taxistas defendem aprovação de projeto que regulamenta Táxi Lotação

Sindicato estima que 600 profissionais seriam beneficiados com a regulamentação do serviço na capital 

O projeto que prevê a regulamentação da atividade de táxi lotação em Maceió deve ser votado em agosto deste ano na Câmara de Maceió, segundo o presidente do Sindicato dos Taxistas (Sintaxi), Ubiraci Correia, o "Bira". De autoria do vereador Galba Neto (PMDB), o projeto é visto com bons olhos pelos profissionais, que aguardam, ansiosamente, a aprovação da matéria. Segundo o sindicato, 600 taxistas poderiam ser beneficiados com a regulamentação.

Bora destaca que o serviço já é realidade nas cidades de Belo Horizonte-MG, Rio de Janeiro-RJ, e Aracaju-SE, possibilitando ao profissional trocar de categoria, migrando do convencional ou turismo para o taxi lotação. A mudança, reforça o presidente do sindicato, traria algumas mudanças, de modo a tornar o veículo exclusivo para aquela atividade.

"Fomos à Aracaju e à Belo Horizonte e vimos como funciona. Seria necessária uma série de mudanças para que a atividade seja regulamentada, como a retirada do taxímetro, a criação de uma tarifa específica e a troca da faixa lateral, entre outras coisas. E nada disso vai gerar custos para a Prefeitura", explicou.

Ainda de acordo com o presidente do Sintaxi, o projeto não permite a atuação de proprietários de carro particular e prevê que 20% do total de motoristas que possuem praça na capital podem se tornar táxi lotação. Atualmente, Maceió abriga três mil taxistas - ou seja, com o projeto, 600 poderiam mudar de categoria.


06/07/2016 17h42

Atualizada às 06/07/2016 18h13

Por Rafael Maynart | Portal Gazetaweb.com    


Fonte:
.