terça-feira, 26 de julho de 2016

Inmeq faz verificação dos primeiros taxímetros em São Miguel dos Campos


32 veículos são cadastrados no município: dez realizaram a verificação na primeira etapa

O município alagoano de São Miguel dos Campos negocia há algum tempo o processo de implementação dos taxímetros. A cidade se enquadra na Lei 12.468, que regulamenta os serviços de táxis, que, entre outros pontos, determina o uso do equipamento em locais com população superior a 50 mil habitantes.

Nesta sexta-feira, 22, uma equipe do Instituto de Metrologia e Qualidade de Alagoas (Inmeq-AL) realizou a primeira etapa de verificação dos taxímetros instalados. O procedimento foi feito em 10 veículos, que, a partir de hoje, rodam com tarifas determinadas pela Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT).

“O uso do taxímetro é importante porque padroniza o serviço e impede a prática de cobrar de forma subjetiva por uma corrida, que um realiza a um preço e outro motorista faz por outro, sendo o percurso o mesmo”, explicou o chefe de Metrologia do Inmeq, José Padilha.

O diretor técnico do instituto, André Marsiglia, acompanhou a operação, assim como o presidente do Sindicato dos Taxistas de Alagoas (Sintaxi-AL), o superintendente da SMTT no município, além da Associação dos Taxistas de São Miguel dos Campos.

Na pista de verificação, taxistas relataram que o uso do equipamento vai contribuir para o desenvolvimento da atividade de forma mais justa, tanto para o motorista como para o próprio consumidor. Com a regularização, os profissionais também terão acesso aos benefícios oferecidos para a profissão. 

Tarifa

Bandeirada: R$ 4,25

Bandeirada 1: R$ 0,50, equivalente ao percurso de 205,76 metros

Bandeirada 2: R$ 0,50, equivalente ao percurso de 146,63 metros

Hora parada: R$ 0,50, equivalente ao percurso de 124,57 segundos

Fonte:
Ascom Inmeq/Al
Texto Antonio Barbosa
.