segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Motoristas de Uber podem ter veículos apreendidos e pagar multa de R$ 2 mil

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) de Maceió já reforçou a fiscalização para combater a utilização dos serviços do Uber na capital alagoana. O motorista flagrado pode ser multado por transporte irregular de passageiro, conforme lei municipal, além de ter o veículo recolhido e pagar multa no valor de R$ 2.180, segundo a SMTT. 

De acordo com o diretor de Operações de Transportes e Táxi da SMTT, Zenildo Filho, a superintendência oferecerá resistência até o serviço passar por um procedimento de cadastro. “A SMTT não é contra a utilização de aplicativos, o que não pode acontecer é utilizar um sistema que não apresenta um registro necessário. Por exemplo, você solicita pelo aplicativo o serviço de uma pessoa que não conhece, se acontece algum problema, quem irá responder?”, disse.

Segundo Zenildo, a SMTT não realizará uma espécie de “caça às bruxas” aos condutores da Uber. “A fiscalização de transporte irregular já existe. Apenas foi acrescentada mais um tipo de atividade para ser supervisionada. As medidas administrativas serão tomadas caso seja certificado o uso do serviço”, acrescentou.

O diretor de Operações de Transportes e Táxi ainda destacou a importância do registro por conta da segurança. "A SMTT precisa que os motoristas estejam devidamente registrados. Pois é necessário que no veículo tenha sido feita uma vistoria, assim como verificar se o cidadão tem antecedentes criminais, se responde processo e se está envolvido em tráfico de drogas ou de armas”, completou Zenildo.

O Uber está classificado como transporte irregular de passageiros e não está regulamentado pelo município. O serviço começou a operar no dia 6 de outubro e chegou com a ideia de oferecer mais uma alternativa prática de mobilidade para a população.

por João Victor Souza*

10/10/2016 - 17:34 - Atualizado em 10/10/2016 - 18:16

Fonte: