segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Veículos clonados são alvo de fiscalização da SMTT em Maceió

Desde agosto de 2013, quando a operação ganhou proporções maiores na fiscalização diária deste tipo de transporte não regulamentado, foram mais de 900 recolhimentos realizados pela SMTT

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) vem apertando ainda mais o cerco contra os veículos conhecidos por fazerem o transporte clandestino de passageiros. Diariamente, equipes de agentes de trânsito e fiscais de transportes, com o apoio do Batalhão de Polícia de Trânsito, realizam diversas abordagens em vários pontos da cidade com o objetivo de detectar a irregularidade e checar a documentação e o cometimento de infrações de trânsito.

Desde agosto de 2013, quando a operação ganhou proporções maiores na fiscalização diária deste tipo de transporte não regulamentado, foram mais de 900 recolhimentos realizados pela SMTT. Recentemente, as equipes flagraram dois veículos com placas clonadas fazendo o transporte de passageiros. Os veículos eram particulares, originalmente com placas cinza, mas foram pegos nas abordagens com placas de veículos de aluguel (de cor vermelha) e até funcionando como táxi. Nos dois casos, os carros foram apreendidos e levados para o pátio da SMTT.

Para o superintendente da SMTT, Tácio Melo, a constante fiscalização vem tirando de circulação vários veículos que andam em condições precárias e sem o controle do órgão. “As pessoas quando procuram este tipo de transporte não imagina o perigo que é para a saúde e até para a própria vida”, salientou.

De acordo com Tácio Melo, o passageiro que se submete ao transporte clandestino corre sérios riscos por vários motivos. “Por ser um veículo que circula sem a permissão da SMTT, não há uma vistoria obrigatória do órgão para ver as condições de uso e outros itens, como a obrigatoriedade dos taxistas permissionários passarem anualmente por curso de capacitação para o melhor tratamento com os clientes”, disse.

Informações passadas pelo serviço de investigação da Polícia Militar dão conta também de alguns veículos de transporte clandestino de passageiros que são usados para carregamento de drogas e até armas de fogo. “É um problema sério e que a Prefeitura de Maceió juntamente com órgãos parceiros tem se preocupado a combater visando à segurança e o bem estar de quem precisa do transporte que não seja próprio”, afirmou o superintendente.

A Diretoria de Operações de Transportes e Táxis da SMTT já anunciou que está no encalço de outros veículos que transportam passageiros usando placas clonadas. “Recebemos a denúncia e em questão de dias estaremos apreendendo mais veículos nesta situação”, garantiu o diretor de Transportes e Táxis, Zenildo Filho.

26 Janeiro de 2015 - 16:27
   
Foto: Assessoria

Assessoria


 .