quinta-feira, 24 de maio de 2012

Taxista é sequestrado e morto na frente da namorada


Taxista é sequestrado, despido e morto na frente da namorada em canavial no Pilar

Ele foi pego em Rio Largo e só estava com R$ 20 na carteira, o que deixou bandidos irritados

 Corpo estava perto de rodovia federal

R$ 20. Somente isto havia na carteira do taxista Handerson Tiago Alves Martins, de 21 anos, executado sumariamente no final da noite desta quarta-feira (23), em um canavial na cidade de Pilar.

Ele foi morto na frente de sua namorada, uma jovem universitária de 23 anos de idade, que viu toda a cena.

Ambos estavam defronte à residência dela, no conjunto Walter Figueredo, no bairro do Tabuleiro do Pinto, em Rio Largo, e a ação se deu muito rapidamente, segundo testemunhas.

A garota, que teve o nome preservado por ser testemunha-chave da execução, havia chegado em casa, voltando da faculdade, e apenas deixou sua bolsa em cima do sofá.

De imediato, ela foi para fora, onde, na calçada, estava seu namorado, a futura vítima, a lhe esperar.

À beira da calçada, um veículo Volkswagen Golf branco, de placa NMI-4117/AL, que servia para fazer corridas pela cidade por Handerson Martins.

De supetão, assim que a jovem saiu de casa, apareceu um carro Renault Sandero fechando a via.

Homens armados desceram do veículo roubado em Maceió e o abandonaram lá mesmo. Desta feita, decidiram levar o táxi do rapaz, que acabou sequestrado com a namorada.

Os dois foram levados para um caminho trilhado pelo medo. A cada metro percorrido, com armas apontadas e os canos ainda silenciosos, a tensão aumentava.

Nem Handerson nem sua namorada entendiam o porquê daquilo, do sequestro em si. O casal é proveniente de famílias humildes, trabalhadores. Não teriam como pagar a um caro resgate, se fosse o caso.

Mas não seria preciso. Os bandidos tinham sangue frio e nem pensaram em outra coisa senão matar um dos dois. 

Chegando no canavial, eles pediram dinheiro para o taxista, que retrucou dizendo que, consigo naquele momento, só havia R$ 20.

Esse foi o valor de sua vida, pois os meliantes teriam ficado com certa irritação, pensando que o apurado tinha sido melhor.

Sem delongas, falando alto, um deles mandou Handerson Martins tirar toda a roupa e ficar desnudo, além de se ajoelhar, já fora do táxi roubado.

A namorada via tudo, toda a agonia nos olhos da vítima, e nada podia fazer, o que a deixou em estado de choque.

Para piorar seu nervosismo, quatro estampidos puderam ser ouvidos em meio as canas-de-açúcar, que fica numa localidade chamada de ‘Trevo da Morte’, no município de Pilar. Os bandidos executaram o taxista com quatro tiros; a maioria dos projéteis, na cabeça.

Depois disso, eles foram embora. A jovem, desnorteada, foi abandonada no meio do canavial e teve de caminhar até a rodovia BR-417 para pedir ajuda. De lá, a testemunha ocular foi levada para a Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Maceió.

As autoridades ficaram a par da situação e guarnições do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e do 8º Batalhão de Polícia Militar (BPM) foram até o local, que ficava às margens da rodovia em questão.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ir até onde a vítima se encontrava, mas nada se pôde fazer para reanimá-la. Rondas foram feitas pelos PMs, porém, sem sucesso. O caso deve ser investigado pelo 23º Distrito Policial (DP).

Breno Airan 24/05/2012 09:09

Foto: Mais.al

Fonte:
.