quarta-feira, 4 de março de 2015

Taxímetros serão fiscalizados pelo Inmeq para o reajuste da tarifa em Maceió

No final de janeiro, a SMTT estabeleceu que a mudança da tarifa fosse realizada

Presidente do Inmeq assina portaria para adequação dos taxímetros de Maceió

Luiz Pedro Brandão, Presidente Instituto de Metrologia e Qualidade de Alagoas (Inmeq), assinou nesta sexta-feira, 13, a Portaria 005/2015 que determina a adequação dos taxímetros em Maceió. A nova tarifa foi implantada pela Superintendência Municipal de Trânsito (SMTT) e sairá de R$2,20 para R$2,38 por quilometro rodado na bandeira 1. Os táxis serão verificados do dia 2 à 27 de março.

A bandeirada, valor que consta no taxímetro quando é ligado, irá de R$4,00 para R$4,33. Na bandeira 1 os táxis irão rodar a R$2,38 e com a bandeira 2 a R$2,85, e a hora parada será de R$14,30. O último reajuste tarifário aconteceu no ano de 2013.

A Diretoria Técnica do Instituto informa que os taxistas devem realizar o agendamento pelo site do Inmeq (http://servicos.inmetro.rs.gov.br/) e as vagas estão limitadas a 200 veículos por dia. Após o agendamento o profissional será encaminhado à oficina para proceder com a mudança.

O atendimento na pista de verificação ocorrerá por ordem de chegada. O taxista deve estar portando o certificado da última verificação de taxímetro, licenciamento do veículo, vistoria emitida pela SMTT e a Guia de Recolhimento da União (GRU) paga. Com a mudança de tarifa o atendimento à frota de táxis para aferição ocorrerá exclusivamente no período estabelecido

O profissional que estiver impossibilitado de realizar o agendamento ou adequação para a nova tarifa deve procurar o Instituto para justificar a ausência antes do período estabelecido. Caso isso não acontece, o taxista estará sujeito a penalidades previstas na lei em vigor.

Ao consumidor, o Inmeq alerta que é importante o passageiro estar atento às condições do taxímetro. O aparelho deve estar visível ao passageiro, apresentar o selo do Inmetro, conter lacre de segurança e ainda, se os valores na tela podem ser lidos de forma clara.

Em caso de dúvidas, denúncia ou reclamação o passageiro e o taxista podem entrar em contato com o Instituto através da Ouvidoria 0800 – 284 – 1664, ou pelo telefone (82) 3218 – 9133.

04/03/2015 14:19

Assessoria

Ascom - Inmeq
.




terça-feira, 3 de março de 2015

Polícia prende suspeito de matar taxista com dez tiros em Maceió



 Gelil Bispo da Silva, 31, trabalhava como diarista com o carro da vítima.(Divulgação/Sedres)

Anderson Sores foi assassinato no Campo Vasco, no bairro Petrópolis.

Agentes da Delegacia de Homicídios prenderam o homem suspeito de assassinar com dez tiros o taxista Anderson Soares da Silva Martins, 29, no domingo (1º), no Campo Vasco, no bairro Petrópolis, em Maceió. Gelil Bispo da Silva, 31, trabalhava como diarista o carro da vítima.

A informação da prisão do suspeito foi divulgada pela Secretaria de Estado da Defesa Social e Ressocialização (Sedres) nesta terça-feira (3). Segundo a polícia, o suspeito disse para a polícia que estava com a vítima no momento do assassinato e disse que dois homens armados efetuaram os disparos e fugiram.

“Ele não acionou a polícia e continuou a trabalhar normalmente com o carro da vitima. Em novos depoimentos, ele entrou em contradição e que não deixou dúvidas na participação do crime”, afirma a delegada Fabyane Bitencourt.

Ainda segundo a polícia, todas as mensagens trocadas entre a vítima o suspeito foram apagadas. Ainda de acordo com a delegada, a polícia descartou a linha de investigação de crime de latrocínio porque Anderson Martins estava com a aliança e uma quantia de R$ 700.

03/03/2015 14h02 - Atualizado em 03/03/2015 14h14

Do G1 AL

Fonte:
.

segunda-feira, 2 de março de 2015

Taxistas de Penedo-AL devem ir buscar a autorização para instalar o taximetro

Taxistas de Penedo devem buscar autorização para instalação de taxímetro até quinta-feira (26/02)

O Departamento Municipal de Transporte e Trânsito (DMTT) da prefeitura de Penedo pede a todos os taxistas que atuam na cidade ribeirinha que procurem a sede do órgão, localizada na Rua São Pedro, 61, loteamento Vitória, bairro Senhor do Bonfim, para que possam retirar a autorização para a instalação do taxímetro até a próxima quinta-feira (26).

O chamamento do DMTT atende a Lei do Taxista (nº 12.468) que regulamenta direitos e deveres dos profissionais. E no Artigo 8, estabelece que os municípios com mais de 50 mil habitantes, são obrigados a usar o taxímetro.

De acordo com o coordenador de transporte e trânsito, Geraldo Sabino, todos os concessionários responsáveis pelos veículos que prestam o serviço à população penedense, devem procurar o Departamento em tempo hábil para que não haja nenhum atraso no calendário acordado entre a prefeitura e o órgão representativo da categoria.

Postado por: Redação em Destaques 24 de fevereiro de 2015 - 10:56:32

Fonte: SECOM



.

domingo, 1 de março de 2015

Prefeito de Marechal Deodoro recebe a associação de taxistas



A associação dos taxistas de Marechal Deodoro esteve reunida com o Prefeito Cristiano Matheus. Na pauta do encontro, melhor infraestrutura para a classe e o combate aos piratas.

“Este problema dos piratas é bastante complicado e precisamos do apoio da prefeitura para resolver.”, disse Raimundo Nonato, que teve seus argumentos reforçados por demais membros da diretoria que também se fizeram presentes à reunião.

O prefeito Cristiano Matheus imediatamente fez contato com o Bptran e ficou acertado que nos próximos dias a Polícia Militar e a Guarda Municipa, sob orientação da SMTT, iniciarão um trabalho intenso de fiscalização para coibir o transporte clandestino. “E não será apenas uma ou duas vezes perdida. Será sempre, pelo menos tres vezes por semana em dias e horários alternados”, revelou Cristiano.

25/02/2015

Fonte:


Taxista é executado com vários tiros na parte alta de Maceió

Vítima foi morta por homens armados 

Uma equipe do SAMU chegou a ser encaminhada para socorrer a vítima

O taxista Anderson Soares da Silva, de 29 anos, foi executado, na madrugada deste domingo (1), próximo ao Campo do Vasco, no bairro Petrópolis, na parte alta de Maceió. Ele teria sido atigindo por 10 disparos de arma de fogo. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) chegou a ser acionada para ocorrência, mas constatou o óbito.

De acordo com o Centro Integrado de Operações da Defesa Social (Ciods), populares entraram em contato relatando que um taxista teria sido baleado. Chegando ao local, as equipes de socorro identificaram Anderson Soares como a vítima.

Diante da execução do taxista, equipes da Força Nacional e da Polícia Civil foram deslocadas para a cena do crime com o objetivo de realizar os primeiros levantamentos para, desta maneira, identificar os responsáveis pela execução. Apesar das diligências, até o momento nenhum suspeito foi preso.

A Secretaria de Defesa Social e Ressocialização (Sedres) pede que quem tiver informações sobre a localização do suspeito, entre em contato no disque denúncia, no número 181. O sigilo é assegurado.

01/03/2015 08h20

Jonathas Maresia

Fonte:
.


sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Fiscalização aos taxistas será intensificada em operação

A partir de março, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) intensificará a fiscalização aos táxis em Maceió. Agentes e fiscais do órgão realizarão blitze simultâneas em diferentes regiões da capital, em parceria com o Batalhão de Policiamento de Trânsito (Bptran). A operação acontecerá de forma contínua, sem previsão de término.

De acordo com a SMTT, a operação, denominada de “Táxi Legal”, terá o objetivo de garantir a segurança dos taxistas, bem como dos usuários que utilizam este tipo de serviço. “Situações como táxis clonados e motoristas que exercem a atividade sem a permissão também serão coibidas nestas ações”, assegurou o diretor operacional de Transportes e Táxis da SMTT, Zenildo Filho.

A operação consistirá ainda em abordagens nos pontos de táxis, verificação dos itens obrigatórios de segurança, de acordo com as exigências do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), do porte obrigatório dos permissionários para o exercício da atividade no município, além do uso proibido do revestimento fumê no pára-brisa dos veículos.

“As ações têm o intuito de coibir irregularidades a fim unicamente de garantir a segurança tanto dos passageiros como também dos próprios motoristas. Portanto, o taxista que anda correto e que cumpre as regulamentações do município não deve se preocupar com a fiscalização mais intensa”, esclarece Zenildo.

25/02/2015 21:32


por Secom - Maceió
.

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Financiamentos mudam e devem atingir vendas

INADIMPLÊNCIA. Nova legislação facilita busca e apreensão de veículos

Financiamentos mudam e devem atingir vendas

Por: THIAGO GOMES – REPÓRTER

O Detran de Alagoas liga o aumento da frota de veículos à melhoria do poder aquisitivo da população brasileira. E também critica o pouco investimento do poder público em mobilidade urbana. O diretor-presidente do órgão, Cacá Gouveia, diz que a frota é muito alta em Maceió para vias tão saturadas e sem previsão de expansão.

Ele diz acreditar numa suposta tendência de queda na quantidade de novos veículos a serem emplacados no Estado. Segundo ele, mudanças nas regras do financiamento devem interferir na decisão do consumidor em adquirir um bem tão caro.

A nova legislação, em vigor desde 14 de novembro, facilitou a busca e apreensão de veículos financiados, em caso de inadimplência. Antes, para iniciar o processo de retomada do veículo, as financeiras dos bancos tinham que protestar a dívida em cartório, conseguir liminar de um juiz para efetuar a busca e apreensão do bem, e esperar o fim da ação judicial para vender o veículo. Agora, a regra é diferente. O banco pode apenas enviar ao cliente carta registrada para ir ao endereço do comprador e tomar o veículo. Efetuada a apreensão, o bem pode ser vendido cinco dias depois, caso o devedor não quite os débitos apresentados pelo credor.

“Certamente, essa regra diferenciada do financiamento de veículos vai provocar uma queda nas vendas de novos veículos ou seminovos. Os critérios deixam o consumidor em alerta. Por isso, o reflexo deve ser de diminuição, embora isso somente deve acontecer com o passar do tempo. Ainda não temos como fazer uma avaliação do que essas mudanças provocaram no setor”, avalia.

Edição de 22 de Fevereiro de 2015

Fonte:
.