sexta-feira, 18 de abril de 2014

Defesa Social e taxistas entram em acordo e categoria retorna ao trabalho


Cúpula da Segurança do Estado dialoga com representantes do Sintaxi e fica decidido que categoria não será penalizada

Secretário deixou claro que o Estado não aceita o fechamento das vias, prejudicando o direito de ir e vir da população.

“Nossa reivindicação foi muito bem atendida. Agradeço o espaço e, sobretudo, o apoio do secretário de Estado de Defesa Social de Alagoas (Seds), Maurício Maux, para solucionar o problema da categoria”. Com essas palavras o presidente do Sindicato dos Taxistas de Alagoas (Sintaxi-AL), Ubiraci Correia, deixou a reunião desta quarta-feira (16), no edifício sede da Defesa Social.

Um dia após bloquear estradas e rodovias em nove pontos do Estado, durante cinco horas, o presidente do Sintaxi se reuniu com a cúpula de Segurança de Alagoas e com o promotor de Justiça Flávio Gomes. Na ocasião, Ubiraci Correia reconheceu os excessos do protesto e afirmou que o episódio não será repetido.

A arma tirada de um policial militar durante a manifestação da categoria, que conta com três mil taxistas, foi devolvida logo após a reunião e dentro dos trâmites legais. Já a Agência Reguladora dos Serviços Públicos do Estado de Alagoas  (Arsal), que teve um automóvel danificado durante o protesto, tomou as providências cabíveis para não comprometer seus serviços.

Após as explicações, o presidente do Sintaxi solicitou a liberação dos táxis apreendidos pelo Estado devido ao transporte irregular. Segundo Ubiraci Correia, existe uma liminar na justiça favorável ao transporte interestadual dos passageiros. Apesar de não ter sido notificado, o secretário Maurício Maux aceitou a liminar extraoficial, permitindo que os taxistas retornem ao trabalho.

“O Governo de Alagoas sempre buscará todos os meios pacíficos para atender as reivindicações das categorias trabalhistas que tenham como objetivo o bem estar dos cidadãos alagoanos. Por isso o Estado irá cumprir o que a lei permite, apesar de não haver notificação oficial para sentença da juíza”, comentou o o titular da Seds.

Apesar da posição favorável da Defesa Social, o secretário deixou claro que o Estado não aceita o fechamento das vias, prejudicando o direito de ir e vir da população. “Os cidadãos são livres para realizar suas manifestações, entretanto, as ações devem respeitar a ordem pública. Nesses casos estaremos disponíveis para dialogar e chegar a um entendimento favorável para maioria dos alagoanos”, salientou Maurício Maux.

O promotor Flávio Gomes destacou o tratamento cordial entre os agentes envolvidos no processo para o sucesso da reunião. “Chegamos a um denominador comum com respeito e dentro da lei. Todos serão beneficiados. O Estado irá cumprir de forma constitucional o direito de ordem pública e os táxis não serão apreendidos e multados”, explanou o representante do Ministério Público.

Botão do Pânico – Aproveitando o encontro, o representante do Sintaxi destacou o programa de monitoramento dos táxis lançado pelo Governo de Alagoas em 2013. “O Botão do Pânico reduziu consideravelmente as tentativas de assalto nas viagens. De forma prática podemos acionar a Polícia Militar. Hoje passageiros e motoristas têm uma sensação de tranquilidade graças a esse serviço”.

Postado em 17/04/2014 às 17:44

Crédito: Paulo Rios/Ascom

Por Assessoria

Fonte:
.


terça-feira, 15 de abril de 2014

Após confirmar decisão favorável na Justiça, taxistas de AL liberam vias

Justiça havia decidido liminarmente contra a Arsal no último dia 10.

Categoria poderá realizar transporte de passageiros sem pagar taxa.

Taxista de Alagoas decidiram, no final da manhã desta terça-feira (15), encerrar os protestos após cinco horas bloqueando vias que dão acesso à capital alagoana. Segundo o Sindicato dos Taxistas de Alagoas (Sintaxi), uma decisão liminar da justiça tomada no último dia 10 foi favorável à causa da categoria, mas como eles ainda não haviam tomado conhecimento disso, iniciaram as mobilizações.

A decisão deferida pela juíza Maria Ester Fontan Cavalcanti Manso derruba a determinação da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal) de impedir que os táxis do interior que trouxessem passageiros dos município pegassem novos passageiros na capital. De acordo com a Arsal, isso só poderia ser feito se fosse paga uma taxa que regulamentasse o serviço.

A reportagem do G1 teve acesso à decisão deferida (em partes) pela magistrada, que alerta para o que classifica como danos, caso a determinação permanecesse em vigor. “O perigo de dano irreparável está presente no fato do autor estar impedido de exercer sua atividade profissional, se persistente a apreensão de seu veículo, deixando de angariar fundos para seu sustento e de sua família", diz o texto da juíza.

A decisão determina ainda que a Arsal se abstenha de apreender os veículos dos taxistas, exceto em caso de irregularidades, o que não seria este o caso. “Determino ainda a liberação dos veículos apreendidos, em razão do exercício de transporte irregular de passageiros, não condicionando tal ato ao pagamento das multas geradas em razão da apreensão. Intime-se o Diretor-Presidente da ARSAL para que tome ciência desta decisão e providencie seu imediato cumprimento”.

A assessoria de comunicação da Arsal informou que está previsto para acontecer uma reunião interna com representantes da agência ainda nesta amanhã para discutir o assunto.


Segundo o presidente do Sintaxi, Ubiraci Correia, uma reunião foi marcada para amanhã às 16h com representantes da Arsal e do governo na sede da Secretaria de Estado da Defesa Social (SEDS), onde será debatida as reinvindicações e a decisão judicial será apresentada.

O Sintaxi confirma que as interdições aconteceram na BR-316, em Satuba, na Ponte Divaldo Suruagy, no acesso ao Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares, em Rio Largo, e em dois trechos do Litoral Norte, nos municípios de Matriz de Camaragibe e Porto Calvo. “Decidimos liberar os trechos após nosso advogado constatar, nesta manhã, que a ação que entramos na Justiça em 2003 foi acatada a nosso favor”, afirmou Correia.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) confirma que todas as pistas já foram liberadas com exceção do da BR-316 em Satuba. “O Corpo de Bombeiros foi acionado para limpar parte da via, mas após isso será liberada”, disse o agente Arnoldo da PRF.

Protestos

Os trabalhadores vêm interditando desde a última segunda-feira (14), rodovias federais em mobilizações no interior de Estado contra a Arsal.

Eles reclamam que a agência reguladora determina que é preciso preencher uma lista de passageiros no boleto de viagens da Arsal e apresentá-la nos postos de fiscalização. No retorno à cidade de origem, eles não podem levar pessoas diferentes, apenas os passageiros que já estavam na lista.

O presidente do Sintaxi, Ubiraci Correia de Lima, está sendo cobrada uma taxa de R$ 230 para o novo cadastramento. “Essa medida é irregular e só existe em Alagoas. Os motoristas fazem o transporte individual de passageiros e são cadastrados nos seus municípios”, disse.

15/04/2014 11h16 - Atualizado em 15/04/2014 11h30

Roberta Cólen

Do G1 AL

Fonte:
.





segunda-feira, 14 de abril de 2014

Sem avanço nas reivindicações, taxistas prometem novo protesto nesta terça

Categoria reclama de medidas adotadas por agência reguladora


Protesto complicou trânsito no Centro (Foto: Gazetaweb)

No Centro, eles se concentraram em frente à Arsal, pedindo reunião com o governo

Os maceioenses devem enfrentar mais transtornos no trânsito nesta terça-feira (15), com um novo protesto de taxistas, que prometem mobilização durante toda esta semana, até que o governo do Estado atenda as reivindicações da categoria. A previsão é a de que, no início da manhã, profissionais da capital e do interior cheguem à capital para a realização de ato que mais uma vez deve fechar ruas.

Segundo o presidente do Sindicato dos Taxistas de Alagoas (Sintáxi), Ubiraci Correia, o grupo deve se reunir ainda cedo, na sede da entidade que representa a categoria, no Farol. “Tivemos uma reunião no gabinete civil, mas não conseguimos avançar. Por isso, amanhã, voltaremos às ruas e faremos novo protesto até que o governador resolva nossa situação”, afirmou Correia.

O presidente do Sintáxi alega que a Agência Reguladora de Serviços de Alagoas (Arsal) faz exigências aos profissionais. “Agora, além dessa questão dos passageiros, a gente tem de fazer um cadastro, pagando pelos talões com os nomes dos passageiros. Esta Arsal não tem mais o que inventar. A gente precisa trabalhar, mas não estão deixando”, disse Ubiraci Correia.

Segundo o sindicato, somente nesta segunda-feira (14), seis veículos foram apreendidos durante operação da Arsal. Hoje, os taxistas que atuam em Maceió e no interior bloquearam vias, deixando o trânsito lento no centro da capital e na parte alta da cidade. Eles protestam contra as medidas adotadas pela Arsal e que estariam prejudicando a categoria.

A entidade denuncia que a Arsal voltou a apreender veículos porque os condutores estariam trazendo passageiros das cidades do interior para a capital de forma irregular. Além disso, a agência reguladora, segundo o Sintaxi, implantou um novo sistema que obriga os taxistas a adquirirem um talão para fazer o controle do transporte. Inconformados, eles decidiram fechar trecho da Rua Cincinato Pinto, no Centro, e da Avenida Durval de Góes Monteiro.

Segundo a Arsal, os táxis só podem transportar passageiros de um município para outro em caso de fretamento autorizado pela agência. Nesse caso, o taxista pode conduzir passageiros entre as cidades, desde que volte ao município de origem com o mesmo grupo de pessoas que trouxe, com parte deste grupo ou sozinho.


14/04/2014 17h41

Regina Carvalho

Fonte:

.


domingo, 13 de abril de 2014

Táxis de Maceió ganharão novo adesivo de identificação nas laterais

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito de Maceió (SMTT) se reuniu na manhã desta sexta-feira (11), com representantes do Sindicato dos Taxistas de Maceió e da Associação dos Profissionais do Táxi de Maceió para abordar alguns temas, tendo como assunto principal, a mudança da faixa lateral dos taxis da capital.
De acordo com o Diretor de Operações de Transportes da SMTT, Zenildo Filho, serão apresentado ao superintendente os modelos de plotagem feito pela diretoria e pela Associação para uma análise e assim, escolher o melhor modelo. “A previsão da SMTT é que a partir do meio do ano a substituição das faixas laterais já comece a ser aplicadas”, explica.
Ainda segundo Zenildo Filho, já ficou acordada uma próxima reunião no dia 25 de Abril para a apresentação do novo adesivo de identificação dos táxis. “Até semana que vem, eu já terei uma posição definitiva do superintendente. Passando o feriado, será feita uma nova reunião com os representantes do Sindicato e Associação dos taxistas”, esclarece.
Outros assuntos foram debatidos nessa reunião, como ouvir dos representantes o que precisa melhorar nos serviços da SMTT para o taxista, e as necessidades do órgão perante o taxista para dessa forma poder melhorar os trabalhos de fiscalização.
Fonte: Ascom SMTT

 
.

 

sábado, 12 de abril de 2014

Veículo de taxista roubado em Penedo é encontrado por agentes da PC


Ford Fiesta tomado na Cooperativa 2º Núcleo foi abandonado no município de Igreja Nova

Agentes lotados na delegacia de Igreja Nova, sob o comando do delegado titular da 7ª Delegacia Regional de Penedo, José Lindberg, encontraram o veículo Ford Fiesta roubado no dia 23 de março deste ano, na zona rural de Penedo.


 O táxi foi encontrado após uma denúncia, onde informava a localização. “Nos ligaram informando que na região do Taquari, distrito de Igreja Nova, existia um veículo abandonado. E na manhã desta quinta-feira (10), uma equipe foi verificar e constatou a veracidade da denúncia”, explicou o chefe de operações da DP de Igreja Nova, Francisco Pimentel.


 O local é uma região de difícil acesso, uma espécie de barranco. O veículo Ford Fiesta de cor preta e placa NMB-2876, pertencente ao profissional Laelson Andrade Santos, conhecido na cidade por Lalá, foi encontrado parcialmente destruído.

O assalto

Na tarde do dia 23 de março deste ano, nas imediações do povoado Cooperativa 2º Núcleo, Laelson foi rendido por dois criminosos armados de motocicleta. A vítima estava voltando de uma corrida, quando os criminosos encostaram ao seu lado e anunciaram o crime. O taxista foi deixado na estrada e voltou ao povoado para pedir ajuda.

11/04/2014 08:28

por Roberto Miranda

 
Fonte:

aquiacontece.com.br


.

 

VAMOS PROTESTAR - NESTA QUARTA FEIRA

 
 
 
 
VAMOS PROTESTAR

 
 


 
 
QUARTA FEIRA

 
 
 
 
 
A PARTIR DAS
7 HORAS

 
 
 
 
SAINDO DO MAKRO
 
Fones para contato:
82 3326-1538
82 8834-2680
.

 

domingo, 6 de abril de 2014

PM aborda táxi e prende suspeito com pistola furtada de policial

POLÍCIA

Jefferson Lima era o passageiro no veículo e foi levado para a Central de Flagrantes

(Foto: Assessoria PM)

Após abordagem a um táxi, durante a madrugada deste domingo (5), militares do 5º Batalhão prenderam um suspeito que escondia uma pistola furtada de um policial militar em novembro do ano passado. Ele era o passageiro na corrida e foi conduzido à Central de Flagrantes, no bairro do Farol, em Maceió, para prestar esclarecimentos.

A assessora de comunicação da Polícia Militar informou que os policiais pararam o veículo em trecho da avenida principal do Benedito Bentes, por volta de 2 horas, onde montaram uma blitz.

Jefferson do Nascimento Lima, de 23 anos, foi revistado e os militares encontram, com ele, a pistola calibre 380, com carregador e mais onze munições intactas. Pelo modelo e numeração, foi descoberto que a arma era de um policial militar.

Quando o material foi descoberto, o jovem recebeu voz de prisão. Na Central de Flagrantes, foi constatado que ele já respondia pelos crimes de homicídio e porte ilegal de arma de fogo. Jefferson vai permanecer preso à disposição da Justiça.

06/04/2014 11h28

Fonte:
.