domingo, 12 de abril de 2015

Sou taxista, e Dai !: Justiça brasileira ordena bloqueio do app UBER

Sou taxista, e Dai !: Justiça brasileira ordena bloqueio do app UBER:                                      *Carlos Laia    

 **"Representantes do aplicativo Uber, têm até esta semana para prestar esclarecimentos ao MPF (Ministério Públic...



Desde quarta-feira (08/04) quando os taxistas se uniram em todo Brasil para denunciar a sociedade a arrogância com que um grupo americano esta atuando a margem da lei no Brasil e para cobrar do poder publico que se cumpra a lei 12.468 que proíbe o transporte ilegal de passageiro, o debate em torno do app UBER  tomou os programas de TV, rádio e as mídias sociais, algumas vezes de forma leviana. 

Foi o caso do Jornal Nacional da Rede Globo que em sua reportagem sobre a manifestação fez uma defesa escandalosa do app UBER que atua ilegalmente, o mesmo já foi proibido em vários países.  No Jornal da Band mais uma vez mostraram a reportagem sobre possíveis casos de assédio que passageiras teria sofrido de taxistas que estariam utilizando os dados das mesma que fica gravado nos apps legais.


Na verdade trata-se uma noticia requentada que não mostra os dois lados do assunto, uma vez que os taxistas também são assediados por membros da comunidade GLSBT. Esses casos também foi denunciado aos meios de comunicação e não foi dado a devida atenção até o momento.  No nosso entendimento a reportagem denigre a imagem do bom profissional, uma vez que ressalta a prática totalmente reprovável de uma minoria de maus taxistas num universo de mais de cento e cinquenta mil profissionais em todo Brasil.



 **Leia o texto completo clicando no link abaixo:






Fernando Ferreira

Sou taxista, e Dai !: UBER não da carona


Sou taxista, e Dai !: UBER não da carona:

*Carlos Laia

Há muitos interesses por trás da investida do app UBER - apresentado como sendo um app de carona -  usado nas capitais e grandes cidades como serviço de táxi ilegal.

...

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Projeto aprovado na Câmara regulamenta transferência de concessão de táxis



De iniciativa do Executivo, projeto de lei institui regras sobre a cobrança de taxas da SMTT.

O Projeto de Lei 74/2014 de autoria do Poder Executivo, que dispõe sobre a criação de taxas arrecadadas pela Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), foi aprovado hoje (08) por unanimidade de votos pela Câmara Municipal de Maceió. Além de regulamentar taxas já cobradas e incidentes sobre novos serviços e institui regras para a transferência da concessão de táxis.

Segundo o vereador Galba Netto (PMDB), que apresentou emendas em benefício dos taxistas, o projeto traz em seu texto uma conquista significativa para mais de 400 famílias de Maceió, que possuem concessões de táxi de entes já falecidos, mas não possuem segurança jurídica. “Já existe uma lei federal que corrigiu essa situação e ficou conhecida como a Lei das Viúvas, mas que precisava de leis municipais para sua regulamentação. Aqui na capital, essas transferências eram feitas de forma precária, pois a família não tinha a comprovação documental de que era dona da concessão. Agora terá. Além disso, a lei vai coibir a venda irregular dessas concessões”, argumenta.

O projeto do Executivo prevê que todos os valores cobrados e arrecadados serão recolhidos aos cofres municipais e revertidos para custeio e incremento de melhoria no controle do trânsito e transporte da capital. Uma emenda do vereador Silvânio Barbosa (PSB) ao PL destina 20% dessa arrecadação a campanhas educativas no trânsito.

Entre as taxas regulamentadas estão a de fiscalização de veículos, de vistoria, de emissão de documentos e de registro de transporte turístico ou escolar. A cobrança das taxas dentro dos critérios estabelecidos no projeto só será feita a partir de 2016.

Para o presidente da Câmara, Kelmann Vieira (PMDB), essa lei era necessária ao município há muito tempo, “pois ao mesmo tempo que atende a uma necessidade do município também dá segurança aos usuários das cinquentinhas e pratica Justiça com as famílias dos taxistas”.

08/04/2015

Fonte:


Audiência com o Prefeito Maceió - Rui Palmeira



Audiência com representantes do Sindicato dos Taxistas de Alagoas (SINTAXI-AL) no gabinete do prefeito por Maceió, Rui Palmeira, os taxistas pleiteiam a votação e sanção da regulamentação das transferências das praças dos falecidos para as viúvas, o que já é permitido por lei federal, pede-se que seja colocada na lei municipal. Os vereadores da capital Dudu Ronalsa, Eduardo Canuto e Galba Novaes Neto, assumiram o compromisso colocar o assunto para votação o mais breve possível. O prefeito Rui Palmeira se comprometeu em sancionar a lei, em evento público, após aprovação na câmara. Acompanhei a audiência com os taxistas, categoria que respeito o trabalho e torço por mais uma luta deles.


Deputado Federal Marx Beltrão
.

terça-feira, 31 de março de 2015

Prazo para certificação de taxímetros de Alagoas acaba na quarta-feira (1º)

Instituto de metrologia em Alagoas afirma que taxistas não terão novo prazo.

Verificação é obrigatória para todos e o descumprimento pode gerar multas.


Taxímetro (Foto: Carlos Alberto Soares/ TV TEM)

Taxímetros devem ser verificados pelo Instituto de Metrologia e Qualidade em Alagoas até 1º de Abril.
(Foto: Carlos Alberto Soares/ TV TEM)

O prazo para verificação dos taxímetros se encerra nesta quarta-feira, 1° de abril. A checagem em Alagoas é feita pelo Instituto de Metrologia e Qualidade (Inmeq).

A data inicial era de 2 a 27 de março, mas devido à ausência de muitos taxistas, o Inmeq prorrogou por mais três dias a verificação.

Foram disponibilizadas 250 vagas por dia, número que o instituto avaliou como suficiente para atender aos veículos remanescentes. Porém, cerca de 500 taxistas ainda não realizaram o agendamento e a verificação dentro do prazo previsto.

Os taxistas podem agendar a verificação através da internet, no site do instituto. Aqueles que tiverem dificuldade com o processo, podem ainda procurar o Inmeq, que fica na Av. Empresário Valentim dos Santos Diniz, bairro do Canaã, em Maceió, das 7h30 às 13h30.

O Inmeq solicita que os profissionais não deixem para agendar o serviço no último dia, pois correm o risco de não encontrar vagas para atendimento. O motorista que não atender ao prazo será notificado e pode ser multado.

1/03/2015 10h48 - Atualizado em 31/03/2015 10h48

Do G1 AL

Fonte:
 .



domingo, 29 de março de 2015

Extintores ABC - Inicio da exigência 01 de julho de 2015

Foi prorrogado para 01/07/2015 o início da exigência de extintores do tipo ABC.

O CONTRAN, por conta da oferta ainda insuficiente de extintores do tipo ABC no mercado brasileiro, decidiu prorrogar para o início de julho a exigência de extintores do tipo ABC para todos os veículos.

Resolução 521/15 do CONTRAN, mais uma vez alterou a vigência

A Resolução tem data de 25/03/2015, Publicada em 26/03/2015, passou a vigorar a partir de 26/03/2015.


Fonte:

Bizuário

quarta-feira, 18 de março de 2015

Agendamento da vistoria do GNV tem validade junto ao DETRAN/AL e SMTT



                      SINTAXI-AL EM AÇÃO

Depois de tantas reclamações e diversas solicitações da Diretoria do Sindicato junto ao Presidente do CETRAN/AL, ao Diretor do DETRAN/AL e ao Superintendente da SMTT de Maceió, foram solidários com nossa Categoria. 

Foi resolvido o problema da VISTORIA DO GNV, agora com o “protocolo do agendamento da vistoria do GNV” o Taxista pode renovar a Permissão e apresentar aos agentes de trânsito quando for fiscalizado.

.